segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

dois ciclistas - 25 jan 2010




O desenho de baixo foi feito inteiramente no escuro, numa noite em que faltou luz aqui em casa. Interessante lidar com o sentido da visão (ou a falta dela) e experimentar a desenvoltura da mão. O desenho assume uma soltura que, premeditadamente não se conseguiria.
A partir deste tentei, no de cima, experimentar este tipo de soltura, só que enxergando e de luz acesa. Não é que tenha ficado mal, mas é outra coisa: a espontaneidade se perdeu.
ATENÇÃO: Se quiser ver com mais detalhes, clique em cima da imagem.

6 comentários:

  1. Pois, pelo que aprendi a experimentação livre dá sempre bons resultados, e estou a ver q ns seus trabalhos rsulta.

    ResponderExcluir
  2. Mestre, quando vai me dar aulas?

    Muito consistente seus estudos. Como sempre.

    ResponderExcluir
  3. muito legal! gosto muito do seu estilo de desenho.

    ResponderExcluir
  4. oi geraldo, obrigado pelo elogio ao blog, vindo de vc, me faz acreditar que meu desenho tem melhorado. sobre seu desenho feito no escuro, concordo que a desenvoltura da mão procurando encontrar na memória o ciclista tem um resultado bem mais livre e sem vícios. me lembrou das aulas de desenho cego do professor gianguido bonfanti, do parque lage, grande abç!

    paulo vieira

    ResponderExcluir
  5. Oi Mestre sou eu a Rosane,preciso de aulas!! me avise qdo tiver alguma extensão. bjs!qto ao desenho, amei.

    ResponderExcluir
  6. BUEN TRABAJO, ME HA GUSTADO MOITO.
    SALUDOS

    ResponderExcluir